20 de abril de 2008

Nightwish em dose dupla

Apesar do tempo cinzento estes últimos dias foram bastante risonhos! A energia e a ansiedade aumentaram à medida que a contagem decrescente se aproximava do fim. Pelas 8h45m de sexta-feira já estavamos no coliseu do Porto entre o público que esperava pelo espectáculo dos Nightwish. De pé junto ao lado esquerdo do palco, quarta fila talvez, tentando sempre aproximar-nos da frente, lá fincámos os pés e olhamos à nossa volta! O coliseu estava cheio!
Pain, uma banda sueca abriu a noite apresentando uma sonoridade dura mas eficaz. Aqueceu a multidão e agradou à maioria mas 40 minutos depois as luzes voltaram a acender. Preparado o palco, às 22h a luz azul acende-se por trás do pendulo e Nightwish começam o concerto! A set list foi fantástica, a banda esteve com uma presença e profissionalismo excelentes, a comunicação com o público foi constante, não há nada a criticar... adorámos!!! Ao som de Nightwish os nossos neurónios desligaram-se por algumas horas para no dia seguinte seguirmos em direcção a Lisboa e assistirmos ao segundo espectáculo da banda.
Na Rua das Portas de Sto. Antão o negro das vestes cobria o branco da calçada, as filas para entrar eram enormes. Pelas 20h as portas do Coliseu abriram e numa correria organizada o público entrou e preenceheu por completo a casa. Plateia, camarotes, galerias, a sala estava quase lotada. Ficamos num lugar previlegiado com vista total para o palco. À semelhança do dia anterior, Pain abriram o espectaculo e convenceram a audiência!!! As 22h, o pendulo de Nightwish volta a iluminar-se e em extase assistimos ao concerto! Com pequenas alterações à noite anterior, é de acrescentar que sendo fim de tourné a disposição dos elementos das duas bandas estava no seu auge, sendo que entre agradecimentos e partilha de palco, a loucura instalou-se e até o Bin Laden chegou a estar em cena!!! Para terminar de falar de Nightwish apenas um pequeno comentário: The Poet and The Pendulum, a maior obra de arte de sempre!!




Antes de finalizar o post vamos contar-vos uma peripécia que nos aconteceu: chegamos a Lisboa, fomos à residencial onde tinhamos feito a reserva através de um site da internet e foi-nos dito que devido à falta de quartos teriamos de ir para outra residencial em frente! Curiosamente, tinhamos telefonado para lá a confirmar a reserva e estava tudo certo, mas ok não tinhamos outro remédio e lá fomos! Chegadas ao segundo check-in do dia, deparamo-nos com uma senhora no minimo caricata! Numa lavagem de roupa suja de 45 minutos, ficamos a saber todas as quezilias entre os responsáveis pelas duas residenciais! A nossa vontade era dar meia volta e ir para um hotel em condições mas estavamos já estremamente limitadas em termos de tempo e só queriamos mesmo deixar as malas e sair! É então altura de entrarmos no quarto e podemos dizer que aí a nossa vontade de ir embora aumentou consideravelmente! Então não é que o quarto nem WC tinha!? Ou melhor tinha mas diga-se que era apenas uma sanita, lavatório e duche escondidos por trás de um biombo fosco.........!!! Pior ainda foi quando a senhora antes de sair do quarto nos referiu que as almofadas e as colchas extra estavam no armário mas que pedia encarecidamente para não usarmos as colchas pois caso contrário ela iria ter mais trabalho no dia seguinte.....!!!! Bem surreal!

Para terminar o fim-de-semana, fomos visitar as grutas de Mira d'Aire cuja fascinante visita nos leva às mais profundas e belas salas calcárias coberta de água e luzes. Recomendamos vivamente a todos que apreciem natureza! São cerca de 40 minutos a pé descendo vários lances de escadas até uma profundida se não erramos de 400 metros! Por curiosidade, a estalagtite maior calcula-se que tenha 80 metros e por ano cresce apenas 1 cm!

2 comentários:

jumpman disse...

Belo fim de semana! Com música e sempre com alguma história engraçada para contar!
Viagem para concerto tem sempre que ter história! :)

Bjs para as 2!

Buulacha disse...

=) **